99 os dias em que os meus dedos te reclamam...

99 os dias em que os meus dedos te reclamam...
Monólogos meus que hoje faço teus...

segunda-feira, 2 de fevereiro de 2015

# Saudade



 
 
 
Sabes meu amor, sempre senti saudades de tudo e de nada. Desde bem cedo (ainda menina) aprendi a guardar momentos a sete chaves, num mundo que ainda existe, uma dimensão apenas minha, por vezes entendida outras vezes mal interpretada.
Sabe...s amor meu, entre ontem e hoje fica-me uma única saudade, a tua saudade que hoje se faz minha, e que ontem na boca me deixaste gravada.
Tenho o corpo pesado (assumo), mas a alma leve e agora neste exacto momento tenho uma única e simples, saudade de ti...

#ComoSeriam99DiasSemTi

Cidália Oliveira

8 comentários:

Nilson Barcelli disse...

Com a alma leve podes voar...
Beijo.

O Profeta disse...

Na elegante e fina escrita da tua pena

Às vezes é preciso acordar o silêncio da memória
Ou esperar pelo adormecimento inadiável
Com o gesto sereno e demorado da ternura
Com o acordar do amor rompendo o improvável


Uma radiosa semana



Doce beijo

Ana Pereira disse...

Boa tarde
Passei pelo teu cantinho para te dar a conhecer o meu modesto espaço de poesia.
Espero que gostes. Um abraço, Ana Pereira
http://almainspiradora.blogspot.pt/

Rafeiro Perfumado disse...

Corpo pesado? Há por aí umas dietas milagrosas!

Rafeiro Perfumado disse...

Corpo pesado? Há por aí umas dietas milagrosas!

oteudoceolhar disse...

Como viver senão de saudade?
Quem Ama sente, não em vão a falta do outro o sentir de perto o outro...
Como seria!?
Até de mim eu vivo na saudade, como do meu Ele, que longe se planta, lá tão longe que mal o vejo, e ... fica a Saudade!!
Beijo n´oteudoceolhar *

oteudoceolhar disse...

Como viver senão de saudade?
Quem Ama sente, não em vão a falta do outro o sentir de perto o outro...
Como seria!?
Até de mim eu vivo na saudade, como do meu Ele, que longe se planta, lá tão longe que mal o vejo, e ... fica a Saudade!!
Beijo n´oteudoceolhar *

oteudoceolhar disse...

Como viver senão de saudade?
Quem Ama sente, não em vão a falta do outro o sentir de perto o outro...
Como seria!?
Até de mim eu vivo na saudade, como do meu Ele, que longe se planta, lá tão longe que mal o vejo, e ... fica a Saudade!!
Beijo n´oteudoceolhar *